História

 

O LAR MARIA IMACULADA foi fundado em 22 de junho de 1936, com a finalidade de acolher meninas carentes, em situação de risco. Num primeiro momento, era internato – conhecido na cidade como Abrigo – e as meninas permaneciam na Instituição em período integral, até completarem 18 anos.

Durante 75 anos, ele atendeu exclusivamente meninas de Mococa e de outros Estados brasileiros, como: Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Desde a fundação, foram atendidas duas mil meninas.

Em 2012, iniciamos o atendimento de meninos – fato esse que contribuiu para que houvesse mudanças na estrutura dos serviços prestados e na convivência entre pares.

Hoje o LAR não é mais internato; funciona atendendo um total de 310 crianças e adolescentes, de ambos os sexos, com idade de 06 a 17 anos no contraturno escolar.

A sede do LAR é própria tendo sido doada pela senhora Leopoldina Pinheiro.

Oferece atividades educativas, recreativas, culturais e de lazer, realizadas por monitores que estão sob a orientação da coordenadora de projetos e de voluntárias. Há acompanhamento constante, feito pela nutricionista, pela assistente social e pela psicóloga. Todos os serviços contribuem para a melhoria da qualidade de vida das crianças e das adolescentes.

 

Irmãs Concepcionistas

 

Durante 80 anos, a Instituição esteve sob os cuidados e a responsabilidade das Irmãs Concepcionistas Missionárias do Ensino: Irmã Angelita Carreteiro, então superiora do Colégio Maria Imaculada de Mococa, em 1936, foi a precursora e quem acolheu a ideia de ter um espaço de proteção e de moradia para as meninas carentes de Mococa. Irmã Angelita contou com a colaboração de generosas pessoas que se dedicaram a ajudá-la na realização dos serviços prestados. Desde a fundação da Obra, muitas Irmãs Concepcionistas dedicaram sua vida aos trabalhos diários, conduzindo suas ações dentro do carisma de sua fundadora Madre Carmen Sallés. Assim, zelaram por uma Educação Preventiva, a se desenvolver num ambiente familiar, favorecendo o desenvolvimento afetivo, social e cultural. Essa Educação continua nos dias atuais.  As Irmãs Concepcionistas exerceram, no Lar Maria Imaculada, o voluntariado, em regime permanente, cuja Missão era Evangelizar através da Educação. A luz da Educação Concepcionista acredita e procura gerar vidas, dando a oportunidade de dias melhores para as crianças mocoquenses.

Em 2016 foi o último ano em que as Irmãs Concepcionistas presidiram a Instituição, tendo sido a Irmã Rosana Maria Teixeira a última religiosa da Congregação em missão no LAR. Em memória a todas as Irmãs Concepcionistas que passaram por aqui e tendo a memória recente do importante e reconhecido trabalho realizado pela Irmã Rosana, nossos agradecimentos e nosso reconhecimento por tudo o que fizeram por nós e por nossas crianças e adolescentes.